O esterilizador é uma ferramenta de trabalho muito importante para a manicure. É com esse aparelho que é feita a esterilização dos instrumentos perfuro cortantes, utilizados na manicuração.

E, quando falamos de esterilização, sempre acontece muita polêmica, afinal, infelizmente, as informações disponíveis no site da Anvisa não são muito acessíveis, podendo gerar muita confusão.

Uma discussão que sempre dá o que falar é o assunto autoclave versus estufa. Muita gente diz que a estufa é proibida pela Anvisa e ponto final. Enquanto outras pessoas dizem que não é bem assim.

Neste post do Blog da Nati, você vai entender melhor como é essa história, vai saber mais sobre como usar uma estufa e também qual é a diferença entre a estufa e a autoclave.

Tá preparada? Então vamos lá!


O que é um esterilizador?

Tipos de aparelho esterilizador
Estufa
Esterilizador Autoclave
Esterilizador Portátil

É verdade que a estufa não é aprovada pela Anvisa?
Como é a fiscalização da Anvisa?

Como fazer a esterilização de alicate com estufa?
Materiais que devem ser esterilizados na estufa
Passo a passo de como esterilizar alicate de unha usando uma estufa
Higienização
Esterilização

5 dicas para usar esterilizador estufa do jeito certo

Onde armazenar o material após a esterilização na estufa?

Dicas para a higienização correta

Como trabalhar como manicure sem usar esterilizador nem autoclave?


O que é um esterilizador?

O esterilizador é qualquer aparelho, instrumento ou produto utilizado para esterilizar ambientes, alimentos ou objetos.

A esterilização em si é o processo de destruição ou eliminação de micro-organismos em substâncias, alimentos, objetos ou ambientes.

No dia a dia da manicure existem alguns aparelhos utilizados para realizar este procedimento tão importante para evitar epidemias ou infecções por várias doenças, inclusive micoses, hepatites e HIV.

Tipos de aparelho esterilizador

Existem, basicamente, dois aparelhos mais utilizados para esterilização por manicures: a autoclave e a estufa.

Estes dois aparelhos possuem diferenças quanto ao método utilizado para a esterilização e também à funcionalidade de cada aparelho. Vamos ver os detalhes?

Esterilizador Estufa

esterilizador estufa compact mega bell

A estufa é um aparelho, geralmente bivolt, que aquece os instrumentos com calor seco.

Os modelos mais comuns não possuem termostato, aquele botão que regula a temperatura, nem termômetro, que é o indicador que mede e sinaliza a temperatura do aparelho.

No entanto, mesmo os modelos sem essas funções vêm com um buraco na tampa onde deve ser encaixado o termômetro para o monitoramento da temperatura.

termômetro tipo bulbo

O monitoramento da temperatura é necessário, pois, para a esterilização ser eficiente, precisa atingir pelo menos 170ºC por 1 hora contínua.

E aqui temos mais uma limitação da estufa: a tampa não possui trava e, infelizmente, pode ser aberta antes do fim do ciclo, prejudicando o ciclo de esterilização por calor.

Esterilizador Autoclave

A autoclave é outro tipo de aparelho de esterilização, geralmente bivolt, que funciona por meio do calor úmido. Para realizar a esterilização, este aparelho cria um vapor muito quente a partir de água destilada. E este vapor elimina os micro-organismos dos instrumentos de inox.

Inclusive, por causa da umidade da máquina, não é indicado o uso de instrumentos que não sejam de aço inoxidável, pois existe o risco de oxidação, ou seja, surgimento de ferrugem, escurecimento, perda de afiação, etc.

As autoclaves vêm com indicador de temperatura, botão com controle de temperatura e também uma trava, que não permite que a porta do aparelho seja aberta antes de terminar o ciclo de esterilização.

O ciclo da autoclave varia de um aparelho para outro, mas, em média, dura de  15 a 20 minutos.

Para saber mais detalhes sobre a autoclave, veja este artigo completo:

Esterilizador Portátil

esterilizador portátil UV

O esterilizador portátil que usa os raios UV para a esterilização está disponível em lojas on-line. Porém, ainda não existe uma regulamentação da Anvisa sobre este tipo de aparelho.

De acordo com o Manual de Orientação Para Instalação e Funcionamento de Institutos de Beleza Sem Responsabilidade Médica, publicado pelo Estado de São Paulo, este tipo de aparelho não possui a capacidade de esterilizar instrumentos de metal.

esterilizador portátil microesferas

Outro aparelho comercializado na internet e outros estabelecimentos, é o esterilizador portátil com microesferas de vidro. Este produto possui um valor muito baixo, se compararmos com a autoclave, por exemplo. Porém, não existe nenhuma notificação da Anvisa que assegura a efetividade deste tipo de aparelho.

Enfim, qual é o melhor esterilizador para manicure? Considerando tudo o que mostramos anteriormente, o mais seguro é recorrer aos meios tradicionais de esterilização: estufa ou autoclave.

Lembrando que, apesar da autoclave ser mais cara, ainda é a mais segura para manter os instrumentos livres de contaminação.

E aqui chegamos a uma dúvida que gera as maiores discussões entre as profissionais da área de manicuração.

É verdade que a estufa não é aprovada pela Anvisa?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não possui uma regulamentação nacional detalhada sobre o uso da estufa e da autoclave em salões de beleza.

A Lei 12.595 de 2012 reconheceu a profissão e regulamentou a atividade profissional de cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures, pedicures, depiladores e maquiadores. Porém, nesta mesma Lei está definido que:

Os profissionais de que trata esta Lei deverão obedecer às normas sanitárias, efetuando a esterilização de materiais e utensílios utilizados no atendimento a seus clientes“.

Mas, quais são as regras para a esterilização? Não há especificação na Lei, pois este detalhamento deve ser feito pelos Estados e Municípios.

esterilizador estufa com termostato e termômetro

No site da Anvisa existe um texto com orientações para Salões de Beleza em que se orienta que a autoclave é mais eficiente na esterilização do que a estufa, que não elimina os vírus.

Em 2011, por exemplo, o uso da estufa em salões de beleza de grande porte foi proibido no Rio Grande do Sul.

O mais indicado é pesquisar e consultar a Vigilância Sanitária de sua cidade ou estado para saber quais são as recomendações locais.

Como é a fiscalização da Anvisa?

Na prática, os fiscais da ANVISA visitam apenas estabelecimentos que possuem uma fachada, uma placa ou alguma sinalização de que eles estão abertos ao público.

Durante a visita, os profissionais orientam os responsáveis pelo estabelecimento a ter uma autoclave para a esterilização mais eficiente, além de outras recomendações.

Os fiscais não costumam visitar a casa de profissionais que atendem seus clientes em casa, pois esse tipo de trabalho não é regulamentado. Da mesma forma, a manicure que atende à domicílio, visitando a casa ou trabalho da cliente, também está livre deste tipo de fiscalização.

Mesmo assim, nestes casos, a recomendação permanece a mesma: a autoclave é mais eficiente.

Porém, se a manicure ainda não possui condições financeiras de adquirir este equipamento, que realmente possui um custo mais elevado, o melhor é fazer a esterilização com a estufa, sempre obedecendo o ciclo de tempo da máquina.

Como fazer a esterilização de alicate com estufa?

A esterilização com a estufa, como a gente já explicou, é feita com calor seco. Por isso, se você usa alicates e outros instrumentos que são de aço niquelado ou qualquer outro metal diferente de inox, então, pode fazer a esterilização aqui.

Para este procedimento, de acordo com o Manual de Orientação Para Instalação e Funcionamento de Institutos de Beleza Sem Responsabilidade Médica do Estado de São Paulo, você vai precisar dos seguintes materiais:

  • luvas de borracha;
  • termômetro do tipo bulbo (facilmente encontrado em lojas especializadas);
  • avental;
  • recipiente para deixar de molho os materiais (deve ser usado apenas para isso);
  • escova com cerdas de plástico, pode ser uma escova de dentes, por exemplo (usada só para isso);
  • toalhas de papel ou toalhas de algodão limpas e secas;
  • envelope ou recipiente de metal para acondicionar o material esterilizado durante o procedimento;
  • papel alumínio;
  • álcool 70;
  • secador de cabelo;
  • fita indicadora química externa;
  • detergente enzimático.

Lembrando que o detergente enzimático é um produto especial para este tipo de procedimento. Por isso, é vendido em lojas de produtos hospitalares ou odontológicos.

detergente enzimático

Materiais que devem ser esterilizados na estufa

Sempre esterilize alicates de unha, alicates de corte, cortadores de unha, espátulas, desencravadores, palitos e todos os instrumentos de metal utilizados durante o trabalho da manicure.

Passo a passo de como esterilizar alicate de unha usando uma estufa

Como a estufa geralmente não vem com termômetro ou termostato, você precisa monitorar esse número. Afinal, não dá para ter certeza de que ela está atingindo a temperatura necessária se você não ficar de olho.

O termômetro deve ser encaixado no buraco localizado no centro da tampa, sua extremidade, porém, não deve encostar em nenhum instrumento.

Antes de iniciar a higienização, já ligue a estufa para que ela atinja 170ºC, afinal o aquecimento leva cerca de 30 minutos.

Higienização

Para fazer a higienização, coloque as luvas e o avental. Em seguida, dilua o detergente enzimático na quantidade correta de água filtrada (vide embalagem), usando o recipiente. Após este procedimento, coloque os instrumentos de molho nesta água e aguarde cerca de 15 minutos.

Passado este tempo, use a escova para retirar qualquer resíduo de tecidos, sangue e outros fluidos dos instrumentos. Depois enxague bem, borrife álcool 70 e deixe secar naturalmente ou acelere o processo usando um secador de cabelo.

Agora, prossiga para a esterilização de fato.

Esterilização

Primeiramente, embrulhe as pontas dos instrumentos com papel alumínio. Esse isolamento vai permitir que o calor fique concentrado nestas áreas, que são justamente as que necessitam de mais atenção.

caixa ou recipiente de metal que vai dentro da estufa durante a esterilização

Em seguida, use um recipiente de metal para acomodar os instrumentos. Antes de colocar na estufa, certifique-se de que eles não estão muito cheios. Coloque, também, uma fita indicadora de modo a lacrar o recipiente e escreva sobre ela a data da esterilização.

Como você já deixou a estufa ligada durante a higienização, agora ela já deve ter atingido a temperatura correta de 170ºC, ou seja, perfeita para colocar os instrumentos.

Feche o aparelho e aguarde completar o ciclo de esterilização, que dura 1 hora. Durante este tempo a tampa da esterilizadora não pode ser aberta. Caso isso ocorra, a esterilização é perdida.

Com o ciclo completo, desligue a estufa e espere esfriar. Armazene seus recipientes em local limpo e seco. A esterilização dura 7 dias.

5 dicas para usar esterilizador estufa do jeito certo

  1. Após a limpeza e secagem do instrumento, remover qualquer resíduo de óleo ou gordura, causado por possível lubrificação do artigo, pois os os micro-organismos ficam protegidos da ação do calor seco, quando em presença de matéria orgânica como películas oleosas;
  2. Montar a caixa, com pequena quantidade de materiais, inclusive, os recipientes para acondicionar os materiais
    devem ser de aço inoxidável ou vidro refratário.
  3. Sempre colocar fita indicadora química externa em todos os pacotes ou caixas, porque ela permite diferenciar os pacotes já submetidos ao processo de esterilização, já que a fita muda de cor durante o processo;
  4. Ao carregar estufas de grande porte, colocar nas prateleiras superiores as caixas maiores, e nas prateleiras inferiores as caixas menores. Da mesma forma, não se deve encostar as caixas na parede da estufa, assim como não encostar o bulbo do termômetro nas caixas;
  5. Deve-se controlar a temperatura e marcar o tempo de exposição a partir do momento que o termômetro atingir a
    temperatura adequada ao tipo de material que será esterilizado e, isso é essencial, durante o processo de esterilização, a estufa não poderá ser aberta.

Onde armazenar o material após a esterilização na estufa?

Antes de mover o material para o local ideal, sempre espere esfriar. A caixa de metal deve permanecer lacrada e pode ser acomodada em local seco, limpo e fechado, como gavetas, caixas maiores ou armários usados apenas para este fim.

esterilizador estufa envelope alumínio

Caso não tenha condições de comprar vários recipientes de inox para acomodar os instrumentos, use um envelope de papel alumínio, que você pode aprender a fazer aqui.

Lembrando que o envelope deve ser grande o suficiente para acomodar os instrumentos com folga e que deve ser descartado após o uso.

Dicas para a higienização correta

  • Sempre limpar no sentido da área mais limpa para a mais suja;
  • Da área menos contaminada para a mais contaminada;
  • De cima para baixo (ação da gravidade);
  • Remover a sujeira sempre no mesmo sentido e direção.

Como trabalhar como manicure sem usar esterilizador nem autoclave?

A única forma de trabalhar de forma segura sem precisar usar esterilizador e autoclave é comprando um kit para cada cliente.

Apesar de dar um pouco de custo, se você se propôr a armazenar e higienizar estes instrumentos pessoalmente e com os cuidados necessários, os riscos de uma infecção grave são muito menores.

Agora que você sabe mais sobre o esterilizador de alicates, já decidiu qual vai comprar um ou prefere ter materiais específicos para suas clientes? Escreva nos comentários!

Já que está aqui, aproveite para aprender mais:

E siga a Nati no Instagram para ficar por dentro das novidades!