Hoje em dia muitas pessoas querem saber como cuidar das cutículas sem usar alicate.

Isso acontece porque as cutículas são uma barreira natural das unhas. Mas, em muitos momentos, são retiradas por escolhas estéticas ou simplesmente porque não se conhece alternativas.

O grande problema é que, quando as cutículas são retiradas em excesso, suas unhas ficam desprotegidas e suscetíveis a fungos e bactérias, que podem causar doenças.

A micose, por exemplo, que é constantemente encontrada no canto das unhas, principalmente em pessoas que permanecem por um longo tempo com as mãos molhadas, é formada pela falta de proteção. O ideal para estes casos é não retirar as cutículas.

Mas é aí que você pergunta – Como conseguir conviver com as cutículas? Calma, a gente vai te ajudar. Confira agora algumas dicas de manicure para cuidar de suas cutículas sem usar alicate.

Como cuidar das cutículas sem usar alicate?

Como cuidar das cutículas sem usar alicate

Existem, basicamente, duas formas de fazer isso. E elas vão muito além de apenas empurrar as cutículas e fingir que elas não estão lá.

A primeira alternativa é a tradicional. Ela é fácil e pode ser aprendida pela manicure, além de poder, também, ser feita em casa sem grandes transtornos. Já a segunda é uma técnica internacional que veio da Rússia e já possui muitas adeptas no Brasil.

Vamos ver como é cada uma delas?

Técnica da escovinha em 3 passos

1. Use um amolecedor de cutículas

Como cuidar das cutículas sem usar alicate

Primeiramente, não economize! Utilize o amolecedor de cutículas de forma abundante em todos seus dedos, espalhando o produto ao redor e embaixo das unhas. Não é necessário esfregar o creme nos dedos, pois você terá o melhor resultado com ele na superfície! Basta aguardar de 3 a 5 minutos para que tudo fico mole e soltinho.

 

 

2. Esfolie suas cutículas

Como cuidar das cutículas sem usar alicateApós utilizar o amolecedor, é hora da esfoliação! Uma ótima dica para esse procedimento é a escolha de uma escovinha para esfregar suavemente cada dedo até tirar o excesso de pele morta. Mas não esqueça, o segredo para a esfoliação é o tempo, não a intensidade.

 

 

3. Hidrate as mãos

Depois de se livrar de toda a pele que estava sobrando, é hora de hidratar! Este é o principal procedimento para deixar o alicate de lado. A hidratação está diretamente ligada a diminuição da pele morta ou ressecada. Invista na hidratação, principalmente nas cutículas, sempre massageando onde o produto for aplicado. Além de não remover a proteção das suas unhas, suas mãos e pés estarão bem mais saudáveis e bonitos.

 

Cutilagem Russa com tesourinha ou broca

Esta técnica surgiu na Rússia ainda nos anos 1950 e consiste, simplesmente, na retirada das cutículas à seco e sem o uso de alicate. Uma das principais vantagens do método é que, quando bem feito, evita feridas na cliente e, também, é mais rápido do que o método convencional, feito com alicate.

Para isso, a cutilagem russa trabalha com 2 métodos principais:

1. Sistema de brocas

Usando uma lixadeira elétrica com um jogo específico de brocas diamantadas, a especialista esfolia a cutícula com uma precisão incrível, retirando todo o excesso de pele. Este método é indicado para cliente que possuem a pele mais ressecada, resultando em cutículas finas e delicadas. Justamente as que mais sofrem com bifes arrancados com alicate, não é mesmo?

 

 

2. Tesourinha

Com uma tesourinha específica para este tipo de trabalho, a manicure especializada em cutilação russa vai cortando o excesso de pele de forma contínua, sem retalhar. Desta forma, as cutículas mais grossas, comuns em mulheres com a pele mais hidratada, podem ser retiradas rapidamente.

 

 

 

Enfim, independente da técnica utilizada, saber como cuidar das cutículas sem usar alicate pode ser uma ótima opção para a sua saúde! Vai aderir? Então, quando fizer as unhas, compartilha com a gente no Instagram! É só marcar a Nati por lá!

Se você é manicure iniciante, que tal ver dicar de como ganhar mais?